Solicite atendimento (16) 98157-3391  |  (16) 3102-6602  |  (16) 3102-0134
BLOG
Erros arriscados que os donos de cães cometem e não sabem
29/05/2017 Sempre queremos dar a melhor vida possível para os nossos cães. Já falamos aqui no portal sobre como deixar seu cachorro feliz. Mas será que você está cometendo erros sem saber? Confira a lista e veja se você faz alguma dessas coisas.

Lembre-se, mesmo que você já faça algumas dessas coisas, nunca é tarde para melhorar a vida do seu cão. Afinal, ele merece ter a melhor vida que você puder proporcionar.

Deixar seu cachorro levar você pra passear

cachorro-puxando

Um cão mal treinado pode ser um perigo quando você está passeando. Dezenas de milhares de pessoas acabam no Pronto Socorro todos os anos por causa de quedas relacionadas aos animais de estimação. Muitas delas acontecem durante passeios, seja quando uma pessoa passeia com seu cachorro ou é puxada ou empurrada por um. Os especialistas dizem que o treinamento de obediência é a melhor maneira de se certificar de que seu cachorro não o derrubará durante sua caminhada matinal.

 

Você negligencia os carrapatos

carrapato

Depois de uma caminhada, você verifica se tem estas pragas, certo? Não se esqueça do seu cão. As picadas de carrapatos colocam seu amigo peludo com risco de ter a Doença do Carrapato, febre maculosa, e várias outras doenças. Eles também podem causar doenças graves em gatos, e colocar o resto da família em risco. Se encontrar um, remova-o com pinças, e tenha cuidado para pegar a cabeça toda e não esmagá-la. Pergunte ao seu veterinário sobre o controle de carrapatos.

 

Você ignora a micose

Se seu animal de estimação tem uma mancha redonda sem pelos, este fungo poderia ser a causa. As pessoas podem adquiri-lo ao tocarem na pele de um cão ou gato infectado, por isso é importante tratá-la. A micose geralmente causa uma erupção avermelhada, em forma de anel na pele ou manchas sem pelos, se infecta o couro. Se o seu animal de estimação apresenta perda de pelo, leve-o ao seu veterinário.



Você não se preocupa com a vermifugação

Os vermes são parasitas comuns em cães e gatos. Eles causam diarreia e vômito, e podem levar a uma doença grave. Mas também são uma ameaça para as pessoas. Um animal infectado pode espalhar os minúsculos ovos no chão ou na areia. As crianças podem engoli-los quando põem os dedos sujos nas boca. Quando os vermes eclodem dentro das pessoas, podem causar cegueira e outros danos aos tecidos. Pergunte ao seu veterinário sobre a vermifugação para o seu bichinho de estimação.


Você pula os remédios de pulga

pulga

Animais de estimação sem estes medicamentos não são os únicos que pagarão o preço. As pulgas rapidamente se instalam em sua pele, especialmente no verão e no outono, e enchem sua casa com seus ovos e jovens pulgas. Algumas pessoas adquirem coceira. As pulgas também podem propagar doenças graves nas pessoas, incluindo a peste bubônica. Pergunte ao seu veterinário sobre a medicação de pulgas a longo prazo, e coloque um lembrete em seu calendário para dar ao seu animal de estimação. Normalmente as pipetas anti-pulgas precisam ser aplicadas a cada 4 semanas para seu cão estar protegido. Há coleiras anti-pulgas que duram de 6 a 8 meses, porém são um pouco mais caras.

 

Você não castra seu cachorro

castrar cachorro

Milhões de gatos e cães vivem nas ruas ou acabam eutanasiados por causa de ninhadas indesejadas. Ainda assim, muitas pessoas são relutantes em esterilizar ou castrar seus animais de estimação. O fato é que é uma escolha saudável para um animal. Reduz o risco de câncer de mama nas fêmeas e câncer testicular nos machos. Machos castrados também ficam menos propensos a fugir de casa, marcar território ou agir agressivamente. Converse com seu veterinário sobre a decisão de esterilizar ou castrar seu animal.

 

Você deixa o pote de comida cheio

É um dos erros mais comuns que os donos dos animais de estimação cometem. O problema é que os gatos e os cães frequentemente comem mais do que precisam. Se o alimento está sempre disponível, eles vão ingerir calorias demais e engordar muito. Em vez disso, siga as sugestões no rótulo dos alimentos, ou pergunte ao seu veterinário. Não deixe comida disponível o dia todo.



Você lhes oferece muito pouco exercício

cachorro-dormindo

Assim como as pessoas, os animais de estimação precisam se movimentar para manterem-se saudáveis. Sem exercício eles estão propensos à obesidade, o que aumenta o risco de problemas respiratórios e comuns. A quantidade certa de exercício para um cão depende da raça e do tamanho, mas os veterinários recomendam pelo menos meia hora por dia. Bônus: caminhadas rápidas com seu amigo podem ajudá-lo a entrar em forma também.

 

Você interpreta errado a linguagem corporal

cachorro-abana-rabo

Claro, você ama seu cão. Mas realmente o entende? Se acha que um rabo sacudindo é sempre um bom sinal, pode se surpreender. Quando um cão quer ameaçar alguém, ele pode manter seu rabo alto e mexê-lo rigidamente para frente e para trás. Confunda este aviso como um sinal de brincadeira e você pode ser mordido. Para evitar mal-entendidos, aprenda sobre a linguagem corporal do seu animal de estimação.

 


Você não dá atenção suficiente

atencao-cachorro

Assim como as crianças, seus animais de estimação ficarão entediados se você não brincar com eles. E isso pode levar a hábitos como mastigar, cavar, latir e choramingar. Os gatos entediados podem arranhar e miar. Deixe as coisas mais interessantes, escondendo guloseimas para seus animais encontrarem pela casa. Dê brinquedos para seu gato perseguir. Ensine os cães a brincar de buscar, cabo de guerra ou esconde-esconde.

 

Você não socializa seu cão

socializar-cachorro

Durante suas primeiras sete semanas de vida, cachorrinhos e gatinhos precisam se acostumar com as pessoas. Assim, seus donos devem construir essa confiança com coisas como carinho e brincadeiras. Reprodutores conscientes começarão a fazer isso, e você pode continuar quando levar seu animal de estimação para casa. Para criar uma forte ligação, brinque com seu filhote diariamente.

 


Você deixa seu cão sozinho muito tempo

cachorro-sozinho

Oito a dez horas sozinho em uma caixa, lavanderia minúscula, ou mesmo ao ar livre é demais para a maioria dos caninos. Pode levar à ansiedade da separação e hábitos destrutivos como mastigação, escavação, ladrar sem parar ou uivar, e até mesmo depressão em um animal de estimação tímido. As melhores opções são os hotéis, uma visita de meio dia de um pet sitter, ou um companheiro canino. Cães adultos podem ficar de 4-5 horas fechados, mas precisam de exercício antes e depois.

 

Você não define regras

Algumas pessoas esperam que seus animais de estimação saibam o certo e o errado sem eles serem ditos. Mas a etiqueta humana não vem naturalmente para eles. Você precisa deixar claro que pular nas pessoas, arranhar os móveis e fazer xixi no tapete não são OK. Seja consistente com essas regras e recompense seus animais de estimação pelo bom comportamento. Se precisar de conselhos, um instrutor pode ajudar.



Você repreende os animais de estimação pelos “acidentes”

brigar-com-cachorro

Se você chega em casa e encontra uma poça de xixi no chão, pode querer gritar com seu cachorro. Mas especialistas em comportamento animal dizem que isso não trará nada de bom. Aconteceu no passado, e seu cão ou gato não saberá por que você está gritando. Uma estratégia melhor é elogiar seus animais de estimação imediatamente quando fazem suas necessidades onde devem.

 

Você deixa as crianças sem supervisão

cachorro-criancas

Muitas crianças adoram animais, mas às vezes seu entusiasmo significa que elas podem se machucar. Crianças podem brincar de forma muito ríspida, e um cão ou um gato podem atacar em autodefesa. Certifique-se de supervisionar o tempo da brincadeira quando um novo animal de estimação se junta à família. Defina regras sobre como as crianças devem tratar o animal de estimação, e ensine-as a detectar os sinais de que um cão ou gato quer ser deixado sozinho.

 

Você deixa os cachorros comerem comida estragada

cachorro-comida-estragada

Seu cachorro pode ser tentado a vasculhar o lixo em busca de um petisco, mas não deixe. Comida estragada não é mais saudável para os animais de estimação do que é para os humanos. Cães que comem lixo podem ter intoxicação alimentar ou problemas de pâncreas. Produtos estragados também podem ser tóxicos, que causam vômitos, tremores graves, convulsões e morte.

 


Você dá ossos aos cães

cachorro-osso

Mastigar ossos pode ferir os dentes, a língua ou a boca. Eles também podem ficar preso no trato digestivo e precisarem ser removidos com cirurgia ou uma endoscopia. Se o seu cão gosta de mastigar, pergunte ao seu veterinário sobre opções mais seguras.

 

Você alimenta o cachorro com restos

cachorro-comida-mesa

É difícil resistir a esses olhos grandes e tristes quando seu amigo implora na mesa. Mas quando você recompensa seus latidos ou lamentos com um pouco da sua refeição, você o incentiva a implorar mais no futuro. E então pode esquecer jantar tranquilo com sua família.

 

Você adota um animal de estimação por capricho

adotar-cachorro

Se um amigo está dando filhotes ou um abrigo de animais local está cheio, você pode ser tentado a trazer para casa um novo cachorro. Mas isso nunca deve ser uma decisão tomada por impulso. Você está fazendo um compromisso a longo prazo de cuidar do animal – 10 a 15 anos para cães e até 20 anos para gatos. Também é melhor fazer alguma pesquisa antes para decidir que tipo de animal de estimação – e que raça específica – seria melhor para sua família.

 


Últimos posts
25 Curiosidades sobre cachorros
03/08/2018
Seu Pet está sempre com fome?
26/07/2018
Riscos do tártaro e como prevenir
18/07/2018
Seu Pet está sempre com fome?
07/05/2018
Ribeirão Preto é pioneira em plano de saúde animal
09/04/2018
Por período
VETPLAN
Rua Triunfo, 1349 - Sala 306 - 3° Andar
Jardim Botânico - Ribeirão Preto /SP
CNPJ 01.336.509/0001-72
ATENDIMENTO COMERCIAL
De 2ª a 6ª feira das 8h as 18h
(16) 3102-6602   (16) 3102-0134
(16) 98157-3391 contato@vetplan.com.br
APLICATIVO VETPLAN
Use um leitor de QR code ou acesse https://applink.com.br/vetplan pelo celular
CURTA E SIGA
© 2018. VETPLAN. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Opção Comunicação